A BUSCA PELA TECNOLOGIA DE PIROLISI QUE ATINGE OS ANSEIOS DO PROJETO INER CONTINUA


Em canoas Rio Grande do Sul, fizemos mais uma reunião na busca da tecnologia de pirolise que atenda aos anseios do Sistema de Usinas INER. Para quem não sabe o processo de pirolise não é queima e é aprovado segundo as leis brasileiras.




O processo ocorre por gaseificação e não deve ser confundido com incineração ou queima, pois nele não ocorre a combustão, já que não existe a presença de oxigênio suficiente. A obtenção de gás através da Pirólise de qualquer biomassa é um processo termoquímico clássico, tradicional e antigo (existe há mais de um século).




Pirólise é a degradação de materiais macro-moleculares altamente aquecidos sob ausência de oxigênio. Na prática, não é possível se conseguir atmosfera completamente livre de oxigênio, dessa forma os processos pirolíticos ocorrem quando a quantidade de oxigênio presente está abaixo da estequiometria de combustão. Esse efeito é obtido normalmente a partir de temperaturas de 350°C (800°F) e com Relação de Equivalência (ER) entre 0.2 e 0.6.



53 visualizações

Telefone: +55 (11) 2528-7762 ​Endereço: Avenida Paulista nº

Sistema INER de Resíduos Sólidos.  Todos os Direitos Reservados​ © 2018

"O segredo e não ter segredo"