A CRISE SEGUNDO ALBERT EINSTEIN


Nós até poderíamos usar como referência algum desses renomados economistas de hoje com formações em Harvard e com várias pós-graduações, mas com o intuito de mostrarmos a você, leitor, o quanto a história de crise é antiga, preferimos escolher como referência a figura de Albert Einstein.


Segundo ele, já naquela época, crise era uma benção, pois é na crise que surge o progresso, que se aflora a criatividade e que se separa amadores de profissionais.


Estamos vivendo uma crise mundial e nenhum país sairá desta crise do coronavírus da mesma forma que entrou, nem mesmo você que está lendo esta matéria sairá.


A diferença está apenas na forma que você está encarando a crise. Será que está encarando como um desafio para testar seu poder de superação ou está encarando como uma desculpa para justifica sua incompetência de criar novas estratégias.



A pergunta que não quer calar é: “o que você está fazendo de diferente neste período de quarentena para quando da nova largada, sair na frente dos demais?”.


Se não estiver fazendo nada de diferente, sinto lhe informar que aqueles que estão fazendo algo sairão na sua frente, e você beberá água suja e comerá poeira. Certamente dirá para sua família e amigos que a culpa foi da crise, mas quero lembrar-lhe que as maiores fortunas do mundo foram construídas em épocas de crise.

Escrito por:

Jomateleno dos Santos Teixeira 17/04/2020

231 visualizações

Telefone: +55 (11) 2528-7762 ​Endereço: Avenida Paulista nº

Sistema INER de Resíduos Sólidos.  Todos os Direitos Reservados​ © 2018

"O segredo e não ter segredo"